Literatura ENEM 2017

Literatura ENEM 2017

Olá, caro candidato ao ENEM 2017, tudo bem?

Sou a professora Rafaela Freitas, leciono Linguagens no Estratégia ENEM. Hoje quero conversar com vocês sobre as questões de LITERATURA da prova. Tenho recebido muitas perguntas com relação ao tema! Vou colocá-las aqui e tentar responder cada uma da melhor maneira!

Vamos lá:

1. Quantas questões de Literatura costumam aparecer, em média, na prova do ENEM?

Nos últimos anos, a prova do ENEM tem trazido uma média de 7 questões que englobam Literatura de alguma forma. Digo “de alguma forma”, pois encontramos algumas questões de Literatura pura e outras interdisciplinares, ou seja, Literatura e mais uma ou duas disciplinas em uma mesma questão. A saber: Literatura e Português, Literatura e Artes….

 

Querem exemplos?

 

QUESTÃO APENAS COM CONTEÚDO DE LITERATURA

Soneto VII

Onde estou? Este sítio desconheço:

Quem fez tão diferente aquele prado?

Tudo outra natureza tem tomado;

E em contemplá-lo tímido esmoreço.

Uma fonte aqui houve; eu não me esqueço

De estar a ela um dia reclinado:

Ali em vale um monte está mudado:

Quanto pode dos anos o progresso!

Árvores aqui vi tão florescentes,

Que faziam perpétua a primavera:

Nem troncos vejo agora decadentes.

Eu me engano: a região esta não era;

Mas que venho a estranhar, se estão presentes

Meus males, com que tudo degenera!

COSTA, C. M. Poemas. Disponível em: www.dominiopublico.gov.br. Acesso em: 7 jul. 2012.

(ENEM 2016) No soneto de Cláudio Manuel da Costa, a contemplação da paisagem permite ao eu lírico uma reflexão em que transparece uma

a) angústia provocada pela sensação de solidão.

b) resignação diante das mudanças do meio ambiente.

c) dúvida existencial em face do espaço desconhecido.

d) intenção de recriar o passado por meio da paisagem.

e) empatia entre os sofrimentos do eu e a agonia da terra.

Comentário: a natureza tem papel fundamental no Arcadismo, período no qual viveu o poeta Cláudio Manuel da Costa. No soneto, as incertezas e os sofrimentos que o eu-lírico vive se fundem ao seu desnorteio em relação à natureza desfigurada que ele (poeta) vê no instante em que tece as considerações contidas no texto.

GABARITO: E

 

QUESTÃO INTERDISCIPLINAR (LITERATURA E PORTUGUÊS)

Receita

Tome-se um poeta não cansado,

Uma nuvem de sonho e uma flor,

Três gotas de tristeza, um tom dourado,

Uma veia sangrando de pavor.

Quando a massa já ferve e se retorce

Deita-se a luz dum corpo de mulher,

Duma pitada de morte se reforce,

Que um amor de poeta assim requer.

SARAMAGO, J. Os poemas possíveis. Alfragide: Caminho, 1997.

(ENEM 2016) Os gêneros textuais caracterizam-se por serem relativamente estáveis e podem reconfigurar-se em função do propósito comunicativo. Esse texto constitui uma mescla de gêneros, pois

a) introduz procedimentos prescritivos na composição do poema.

b) explicita as etapas essenciais à preparação de uma receita.

c) explora elementos temáticos presentes em uma receita.

d) apresenta organização estrutural típica de um poema.

e) utiliza linguagem figurada na construção do poema.

Comentário: a questão trabalha gênero textual (conteúdo do Português) e linguaguagem figurada de um autor moderno (conteúdo da Literatura). O poema de José Saramago, como o próprio título sugere, vale-se de procedimentos prescritivos característicos do gênero receita na sua composição, ou seja, a poesia surge a partir do desenvolvimento conotativo de elementos de uma receita.

GABARITO: A

 

2. Quais são os conteúdos que mais caem no ENEM?

Fazendo um levantamento minucioso, pude perceber que é fácil encontrar nas últimas edições do ENEM questões que versam sobre o ROMANTISMO, ARCADISMO, BARROCO E MODERNISMO. Não quero dizer que você não precisa estudar os outros momentos literários, mas certamente esses são fundamentais!!

Alguns autores também não podem faltar na sua grade de leitura enquanto se prepara para a prova: Machado de Assis, José de Alencar, Carlos Drummond de Andrada, Oswald de Andrada, Clarice Lispector, José Saramago, Guimarães Rosa, João Cabral de Melo Neto, Manuel Bandeira e Luís Fernando Veríssimo.

Dicas em vídeo:

 

3. Eu preciso decorar as características de todos os autores e estilos literários?

Quero dizer algo muito importante: NADA DE DECOREBA!!! Decorar qualquer coisa fará você perder um tempo precioso na sua preparação! Tempo este que poderá ser usado para a prática de interpretar diversos tipos de texto!

É preciso compreender cada momento literário sempre apoiado no contexto histórico e focar na interpretação daquilo que de fato está no texto. Vejam só:

Antiode

Poesia, não será esse

o sentido em que

ainda te escrevo:

flor! (Te escrevo:

flor! Não uma

flor, nem aquela

flor-virtude – em

disfarçados urinóis).

Flor é a palavra

Flor; verso inscrito

no verso, como as

manhãs no tempo.

Flor é o salto

da ave para o voo:

o salto fora do sono

quando seu tecido

se rompe; é uma explosão

posta a funcionar,

como uma máquina,

uma jarra de flores.

MELO NETO, J. C. Psicologia da composição. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1997 (fragmento).

(ENEM 2016) A poesia é marcada pela recriação do objeto por meio da linguagem, sem necessariamente explicá-lo. Nesse fragmento de João Cabral de Melo Neto, poeta da geração de 1945, o sujeito lírico propõe a recriação poética de

a) uma palavra, a partir de imagens com as quais ela pode ser comparada, a fim de assumir novos significados.

b) um urinol, em referência às artes visuais ligadas às vanguardas do início do século XX.

c) uma ave, que compõe, com seus movimentos, uma imagem historicamente ligada à palavra poética.

d) uma máquina, levando em consideração a relevância do discurso técnico-científico pós-Revolução Industrial.

e) um tecido, visto que sua composição depende de elementos intrínsecos ao eu lírico.

Comentário: João Cabral de Melo Neto foi um dos mais expressivos autores do Modenismo brasileiro. Na obra dele podemos perceber diversos recursos linguísticos que visam à experimentação estética típica do período. Um desses elementos é a metalinguagem, função linguística que tem o objetivo de explicar a linguagem a partir da própria linguagem.

É importante conhecer o autor, mas é fundamental que você, candidato, tenha uma leitura proficiente para gabaritar uma questão desse tipo.

De maneira sutil, o eu-lírico conversa com o próprio poema (Poesia, não será esse… – “poesia” é um vocativo, representa o interlocutor) e dialoga com ele sobre o significado da palavra “flor”, antes denotativo (Flor é a palavra / Flor), depois, no decorrer do texto, segue recriando esse conceito conotativamente (Flor é o salto / da ave para o voo).

GABARITO: A

 

4. O que eu preciso saber sobre poesia para “me dar bem” na prova de Literatura ENEM 2017?

Você vai encontrar muitas poesias na prova do ENEM 2017, isso é um fato. É importante que você saiba identificar uma poesia pela sua forma (versos e estrofes). É importante saber que nem todas as poesias são rimadas e que nem todas seguem um padrão de métrica (tamanho dos versos).

Eu sempre sugiro aos meus alunos que les conheçam a estrutura de um soneto (forma fixa) e, a partir daí, percebam as imensas variações do gênero POESIA. Você, candidato, irá perceber claramente essa diferença ao estudar poetas clássicos como Camões e modernos como Oswald de Andrada!!

Ainda está com alguma dúvida? Posso ajudar??

E-mail: [email protected]

Forte abraço!!

Rafaela Freitas.

Saiba mais:

Facebook:

https://www.facebook.com/palavreandocomrafafreitas/?fref=ts

Lista VIP:

http://facebook.us14.list-manage1.com/subscribe?u=69c84ad3cadca34c5cc5c6551&id=a62c5d049c