Fazer a redação de um concurso público ou do ENEM é um desafio para você?

Estrategianos, tudo bem?

Aqui é o Professor Raphael Reis, das disciplinas de Filosofia, Sociologia e de Ciências Humanas para Redação.

Se você respondeu “sim” para a pergunta do título deste artigo, há dois aspectos positivos nessa resposta: 1º) a consciência de que precisa melhorar alguns aspectos na hora de fazer a redação e 2º) de que desafios existem para que possamos superá-los!

O texto dissertativo-argumentativo é cobrado no ENEM, em diversos vestibulares de instituições públicas e privadas e em boa parte dos concursos públicos.

É proposto, geralmente, um tema da realidade brasileira, o qual ganha relevância social em nossa sociedade nos mais diversos aspectos: científico, cultural e político.

Nesse tipo de produção, é exigido do candidato a apresentação de uma tese, isto é, uma opinião, um posicionamento a respeito do tema proposto que aparecerá logo no início da redação (introdução). Essa tese deverá ser defendida e apoiada em argumentos consistentes, bem fundamentados, coerentes. No caso específico do ENEM, na conclusão, o candidato precisa apontar detalhadamente duas propostas de intervenção social. Embora não seja exigido na maioria das provas de concursos e de outros vestibulares, a proposta de intervenção social pode ser utilizada em suas considerações finais (conclusão). Aliás, eu até recomendo, porque mostra para a banca que além de refletir sobre o tema, você se preocupou em apontar possíveis soluções, exercendo o pensamento crítico e a cidadania.

Não precisa ser nenhum gênio para perceber que mandar bem na redação de concursos públicos e no ENEM é uma questão de sobrevivência!

É por meio da redação que se manifestam as ideias referentes ao conhecimento acumulado na sociedade, validado por nossas instituições sociais como legítimos de serem transferidos de geração a geração. Esses conhecimentos são construídos ao longo de nossa vida por meio dos processos de socialização, tais como: família, escola, cursos, meios de comunicação, etc. Portanto, a banca além de avaliar critérios técnicos, irá avaliar o seu capital cultural.

As ideias não surgem do nada, então, quanto mais você ler, pesquisar, realizar cursos específicos, terá uma bagagem cultural rica para desenvolver qualquer tema que aparecer em sua prova e mostrar para a banca para o que veio! rsrs

[Antes de prosseguirmos, quero convidá-los a baixar gratuitamente a aula demonstrativa e o resumo sobre Mobilidade Urbana, do curso de CIÊNCIAS HUMANAS PARA REDAÇÃO]

Os certames partem do pressuposto de que o candidato domine a norma culta da língua portuguesa e siga a estrutura do texto dissertativo-argumentativo (introdução, desenvolvimento e conclusão). Além desses critérios avaliativos, querem saber se o candidato possui sensibilidade com as problemáticas sociais, de maneira ética e racional. Um aspecto positivo é apontar em sua conclusão soluções coerentes e exequíveis para a questão colocada pela banca.

Uma dica de ouro, que pode salvar muitas redações, é que o seu texto precisa, obrigatoriamente, respeitar os Direitos Humanos – isso é a base de nossa Constituição Federal de 1988, que em todo o seu texto fortalece o princípio da dignidade humana.

Mas, professor, como produzir argumentos?

Produzir ideias ou argumentos bem fundamentados numa redação, sem dúvida, é uma das maiores dificuldades de nossos alunos. Muitos têm crenças limitantes como, por exemplo: “não consigo lembrar nada na hora”, “só tenho ideias ruins”, “jamais vou conseguir escrever bem”, “se tem redação na prova, me dá medo”, etc. Se você é desses, que tal mudar?

Tudo na vida podemos aprender, aliás, isso é uma das coisas mais belas e interessantes da existência humana! Se eu posso contribuir de alguma maneira, apontaria alguns caminhos possíveis para que você mande bem na redação:

– procure se relacionar com pessoas que gostem de conversar, de dialogar e que possam contribuir com você para uma leitura de mundo significativa;

– leia bastante: livros, jornais e revistas. Selecione fontes confiáveis!;

– assista as aulas ao vivo que eu e o Professor Décio Terror estamos realizando gratuitamente. Algumas aulas estão disponíveis no canal do YouTube do Estratégia ENEM;

– se for de seu desejo e interesse, venha fazer o curso de Ciências Humanas para Redação comigo. Nele, apresento mais de 20 pensadores renomados das Ciências Humanas com os seus respectivos conceitos e possibilidades de aplicação nos mais diversos temas. Ademais, vamos debater assuntos da atualidade e indicar propostas de intervenção social. O nosso intuito com o curso é contribuir com a ampliação de seu repertório cultural.

Quer entrar em contato comigo?

Você poderá fazê-lo por e-mail ([email protected]), pelo Facebook, pelo Instagram (profraphaelreis) e pelo YouTube.

Se quiser receber dicas, sacadas e materiais gratuitos, cadastre seu e-mail na minha lista de e-mail.

Conheça nossos cursos:

CIÊNCIAS HUMANAS PARA REDAÇÃO

CORREÇÃO DE REDAÇÃO

RETA FINAL ENEM 2017

Curso para Concurso

 

Aulão sobre Mobilidade Urbana:

Aulão sobre Combate à LGBTTIfobia: