Desejo que em 2017 você seja mais Dom Quixote e Sancho Pança

Olá, você estudante do Estratégia ENEM!

Aqui é o Professor Raphael Reis, graduado em História, Especialista em Políticas Públicas e Gestão Social e Mestre em Educação. Sou Professor do Estratégia ENEM das disciplinas de Filosofia e Sociologia.

Mais um ano termina, e é inevitável neste momento não desejarmos algo para o ano de 2017 a nós mesmos e as outras pessoas. Então, o que desejar?

Uma das minhas paixões é a literatura. Em algum momento da vida quis ser cervantista, mas entre querer e ser há um espaço, que precisa ser percorrido com muitas leituras, disciplina e dedicação – abandonei este projeto. Quis ser “o leitor” de Dom Quixote, mas este posto já é do escritor argentino Jorge Luis Borges. Então, contentei-me com o posto de amigo de Dom Quixote e de Sancho Pança.

Recordo-me que a primeira leitura que fiz foi uma adaptação de José Angeli (Editora Scipione) intitulado “Dom Quixote: o cavaleiro da triste Figura”, no clube de leitura promovido pela professora Léa, quando cursava a 8ª série, portanto aos 15 anos (isso já faz 16 anos!). Aquela leitura me impactou – me perguntava que raios é este cavaleiro que luta contra moinhos de vento achando que são gigantes?! Mais tarde (2005) me deparei com a edição especial em língua espanhola em comemoração ao IV Centenário do lançamento da I parte (1605), realizada pela Academia Real Espanhola – que delícia foi ler em espanhol! Por fim, a edição da Editora 34, a qual considero uma obra prima e recomendo a leitura desta tradução (bilíngue) – o tradutor Sérgio Molina ganhou o prêmio Jabuti de melhor tradução.

Mas, afinal, Professor Raphael, o que é ser mais Quixote e Sancho em 2017?

Antes de prosseguirmos, convido você baixar gratuitamente as aulas demonstrativas de várias disciplinas do Estratégia ENEM. Basta clicar na figura:

logo-estrategia

No mundo em que vivemos, como diz o sociólogo polonês, Zygmunt Bauman, é permeado de relações fragmentadas, líquidas, de incertezas, de medos, de amores inseguros, etc. Ainda, é comum as nossas instituições cobrar e introjetar em nós que sejamos pragmáticos, realistas, pé no chão, que tenhamos sucesso em tudo na vida… E assim muitas vezes esquecemos quem somos, quais são os nossos sonhos e deixamos de lado a capacidade de fabular que, a meu ver, é um ato de liberdade.

sancho-e-quixote

Imagem de Gustave Doré

O que fica de Dom Quixote?

De Quixote desejo a vontade de sonhar mesmo quando tudo parece desatualizado ou que estamos indo na contramão do comportamento padrão. Fica a certeza de que a vida é feita de derrotas e de vitórias, que ao fim e ao cabo, nenhuma delas importa de verdade – como diria o cavaleiro da triste figura: “viver é viver mais”. Fica o desejo de lutar e batalhar contra os gigantes (desafios da vida e os nossos próprios gigantes internos que muitas vezes nos paralisa). Fica a busca de uma “Dulcinéia” encantada, mesmo com imperfeições, mas que para nós seja a realização plena do amar. Desejo a utopia como forma de combater a enfermidade real, como disse o Professor Leandro Karnal em um de seus artigos para o jornal “Estadão”.

O que fica de Sancho Pança?

De Sancho, diferente de alguns intérpretes da obra, que analisam esta personagem como representante do materialismo, do pragmatismo, da sensatez e do comportamento glutão, vejo nele uma personagem muito mais complexa. Sancho nos conquista desde o início e muda aos poucos. Na segunda parte da obra inverte o papel com Quixote, se deixa levar pelos sonhos, começa a ver o “real” com o olhar de Quixote. Mostra habilidades em administrar sabiamente a tão sonhada ilha, e neste ponto o Professor Leandro Karnal está equivocado em seu artigo: Sancho não se torna um político no sentido superficial e pejorativo da palavra. Então, de Sancho desejo a simplicidade, a amizade, o companheirismo, o bom humor, características estas tão necessárias.

Enfim, desejo a você que seja Quixote e Sancho em 2017! Que venha a aprovação no ENEM! Que venham as leituras, os sonhos e as batalhas!

Confira a apresentação do Estratégia ENEM. Basta clicar na figura:

logo-estrategia

Gostou do artigo? Fez sentido para você? Então, deixe uma curtida, um comentário e compartilhe com os amigos!

Contatos:

E-mail: [email protected]

Facebook: Professor Raphael Reis

Youtube: Don Raphael Reis

Cadastrar-se: goo.gl/JlOYv9