Como estudar para o ENEM: história e geografia

         Como estudar para o ENEM? Com certeza você já se fez esta pergunta, que vamos responder com dicas gerais, tendo em vista Geografia e História, em 10 conselhos que são trilhos para o alcançar seus objetivos. Leia cada uma delas e reflita sobre como poder melhorar seu desempenho. É importante lembrar que estudar não é uma receita de bolo, e cada um encontrará a forma mais adequada para o seu aprendizado. Estas dicas ajudam a todos, então vale a pena conhecê-las e praticá-las. Se encontrar dificuldades, não se preocupe: Estudar dá muito trabalho. Quanto mais estudar, mais fácil o processo. Se está começando agora uma rotina mais pesada, persista pois aos poucos perceberá o seu desenvolvimento. Costumo dizer que poucas pessoas (quase ninguém) gosta de estudar, mas todos gostam de aprender e conhecer. Aristóteles dizia que “a educação tem raízes amargas, mas seus frutos são doces”.

estudar para o enem 4

       Como estudar para o ENEM 1: Ler, ler e ler. Qual o limite? “Calo nos olhos”. Todo estudante deve buscar desenvolver seus hábitos de leitura. Isso mesmo, hábito. A leitura é uma habilidade que se desenvolve com o treino. Nossa! Então é possível desenvolver a leitura? Claro que sim. A prática diária leva ao domínio. A leitura é uma habilidade, mas também uma competência, ou seja, pode ser trabalhada e desenvolvida. Competência é mais que conhecimento: Podemos traduzi-la como um saber que te permite a tomada de decisões e está ligada à capacidade de julgar e de avaliar.

A leitura é
uma habilidade,
mas também
uma competência

     A leitura também é de textos escritos e não escritos, então ler imagens e gráficos é essencial, pois existem avaliações de Geografia com um enorme percentual de questões de análise de gráficos. Pode ser que você nunca torne-se um grande leitor por prazer, mas deve dominar ao menos a leitura objetiva. Refiro-me a ler conteúdos para captar as ideias centrais. Mas voltamos ao início pois esta habilidade só se desenvolve com leitura. Podemos começar com uma pequena meta diária de 30 minutos e aos poucos aumentamos. Cada um deve adequar a sua dedicação com o tempo que possui e está acostumado a estudar, então se já estuda uma hora, aumente aos poucos até chegar a duas, assim por diante. Não demora tanto tempo assim para engatar a primeira marcha e é essencial para todas as disciplinas.

     Como estudar para o ENEM 2: Estratégia. Não são raras as questões que você consegue resolver com a leitura atenta do enunciado e das alternativas. Quando é um tema que o seu domínio é falho, podemos excluir as alternativas erradas encontrando erros teóricos, anacronismos, incongruências com a pergunta. Podemos acertar a questão ou ao menos aumentar muito suas chances de sucesso.
A principal dificuldade que é relatada, é o tempo de prova. Dois dias com exames extensos exige de você vigor mental e físico. Os gregos antigos tinham o ideal do “mens sana in corpore sano”, ou seja, mente sã em um corpo são. Nunca foi tão válido para os estudantes. Tem que pensar na sua saúde e seu sono para poder encarar numa boa o exame e conseguir se manter concentrado e ativo por 5 horas seguidas. Outro elemento que não podemos esquecer é: cuidado com o orgulho do vestibulando. O que quero dizer com isso? Alguns assuntos são difíceis, e são cobrados em questões fáceis e rápidas, e outros assuntos muito simples são abordados de modo complicado e vão exigir um longo tempo.

O que fazer? Pule! Se gastou
seus 3 minutos e não saiu do
lugar, abandone a questão.

     É comum querer resolver até chegar na resposta, principalmente quando é um conteúdo que você estudou muito, mas caiu uma questão demorada. O que fazer? Pule! Se gastou seus 3 minutos e não saiu do lugar, abandone a questão. Cuidado para não deixar em branco. Marque logo e passe adiante. Voltar depois para marcar outra é a pior saída. Ponto é ponto, adiante você pode encontrar várias questões fáceis, caso tenha empacado em uma.

     Como estudar para o ENEM 3: Estudar as provas anteriores. É importante conhecer o exame que vai encarar. O modelo do ENEM é interdisciplinar, privilegia interpretação, a análise crítica. Para afeiçoar-se com a prova é importante estudar as edições anteriores e fazer muitos exercícios. Disciplina, disciplina, disciplina. Como já dizia Renato Russo: “Disciplina é liberdade”. Nos cursos do ESTRATÉGIA CONCURSOS sempre disponibilizamos muitos deles sobre cada conteúdo, para que o aluno tenha contato direto com a realidade das avaliações e veja resoluções completas, explicando o porque do erro e do acerto. Aproveite o link abaixo e receba em seu e-mail o ENEM 2016 resolvido, com comentários completos.

     Como estudar para o ENEM 4: Posso pular a teoria e ir direto para os exercícios? Se tem algum domínio da matéria, sim, mas é muito importante ler toda a teoria. Em geral, os candidatos aprovados em concursos conseguiram desenvolver o hábito de leitura. Vídeo aulas são muito importantes, mas não substituem a leitura e resolução de exercícios. O ideal é PDF + Vídeo aulas + exercícios.

   Como estudar para o ENEM 5: Identificar as palavras chaves e os pontos fundamentais. Imaginar que você está narrando a história para um criança é muito bom. Ela vai precisar de muitos detalhes, mas o essencial não são datas e nomes. Eles devem estar lá, mas não são o principal da história.

     Como estudar para o ENEM 6:

estudar para o enem 1

     Pensar em movimento e usando o máximo da imaginação. Como se um filme estivesse passando. Quanto mais dinamismo você usar, melhor. Cores são essenciais para usar todas as habilidades de aprendizagem do seu cérebro. Assuntos mais complicados por exemplo, você deve fazer uma anotação toda colorida, com desenhos e esquemas.

   Como estudar para o ENEM 7: Anotação. Anotar com esquemas, desenhos ou fazer músicas, são métodos muito mais eficientes do que longas anotações no caderno. Muitos concursos ainda se mantêm tradicionais na forma de elaborar suas questões e exigem bastantes detalhes. Procure conhecer e estudar por mapas mentais. E fique atento: não esqueça da importância de fazer suas próprias anotações cronológicas, sua linha do tempo, para organizar o assunto.

    Como estudar para o ENEM 8: Tentar conectar os acontecimentos. Em geral seu professor fará isso. No material que produzo no Estratégia Concursos procuro sempre narrar a história, conectando os assuntos e sempre me preocupando em tentar o máximo possível mostrar uma relação de causa e efeito (como os fatos se encaixam um no outro, dando sentido ao texto). Click aqui para a aula aula demonstrativa de história  e para a aula demonstrativa de geografia.

Um bom complemento é ler
histórias em quadrinhos jornalisticas,
assistir filmes, ler revistas e jornais.

     Como estudar para o ENEM 9: Procure sempre se interessar pelo tema. É praticamente impossível aprender, o que quer que seja, sem interesse. Quando o caso for radical procure bons resumos e exercícios resolvidos. Não dá pra escapar de estudar o que não gostamos, mas dá para suavizar o caminho. Um bom complemento é ler HQs (histórias em quadrinhos) jornalísticas (uma boa indicação é o livro Persépolis, que foi texto de apoio na prova de geografia. E também o livro Maus, falando sobre o nazismo. Em Persépolis há inclusive uma ótima animação), assistir filmes, ler revistas e jornais. Manter o cérebro ativo e em contato com temas relevantes para a História e a Geografia.

     Como estudar para o ENEM 10: Procure disciplinar-se ao máximo e ser persistente. Ter uma boa alimentação, uma boa noite de sono são importantes para o seu desempenho, bem como ter um horário de estudos. A persistência nos objetivos é a chave do sucesso.

estudar para o enem 2

     É isso aí pessoal. Procure praticar estas dicas durante sua preparação. Uma longa caminhada começa com o primeiro passo, então não perca tempo: Comece já sua preparação.  Par um início imediato comece sua preparação com o pacote completo.

 

Bons Estudos

Um grande abraço e …

FOCO NO SUCESSO.